CARTA ABERTA AOS HERDEIROS E HERDEIRAS DE CORRUPTOS NO BRASIL

Gigante 01Está tudo bem, sabemos que você não tem culpa pelo fato de algum seu genitor, progenitor ou parente mais próximo ser um corrupto ladrão da Pátria.

Mas sabemos, também, que o produto de qualquer apropriação indébita executada por um seu ascendente ou parente mais próximo – no erário público ou através do poder por ele conferido – já chegou, ou brevemente vai chegar a suas mãos.

Então, muita atenção com o que você vai fazer porque daqui para frente, com as contas públicas cada vez transparentes e mais abertas à Sociedade, o segredo da origem criminosa desse dinheiro sujo pode sair debaixo do tapete. Uma hora alguém, uma investigação da Polícia Federal, do Ministério Público, de jornalistas, ou qualquer outra, pode levar à constatação de que você também é um execrável traidor da Pátria porque com seu silêncio se tornou cúmplice de seu antecessor e mais, hoje goza do produto do que este antecessor roubou do patrimônio público.

Por isso, caso você não queira correr o risco de se tornar nacionalmente conhecido como um bandido que goza a vida com o dinheiro sujo que seu parente desviou de recursos públicos, que deveriam ter sido aplicados em cuidados com doentes, idosos, crianças, deficientes e mendigos famintos, recomendamos, amigavelmente, que se você quiser viver em paz com a sua consciência, trate de achar logo um jeito de devolver à sociedade aquilo que seus antecessores roubaram e foi incorporado ao seu patrimônio.

Esta é a única forma de provar que você é honesto, que não é cúmplice de um parente ladrão e que não é e nem nunca será como ele.

Caso contrário, das duas, há uma: Ou você já está tão acostumado com a impunidade e é tão obtuso que não se dá conta do tamanho do abacaxi que pode escorregar por suas costas, ou você se acha muito esperto e está só esperando o momento oportuno para sumir do país.

De qualquer forma, se você for descoberto, pode ter certeza de que sua imagem será denegrida publicamente e colada à dos corruptos mais conhecidos desse País e isso vai te levar a vivenciar uma situação nada agradável.
Você não vai mais poder frequentar bares e restaurantes e, também, não poderá mais ir às praças, shoppings centers, praias, a lugar nenhum onde possam existir cidadãos que o reconheçam. Certamente as consequências para você seriam extremamente dramáticas!

Sinceramente, compreendemos que não deve ser nada fácil para uns pensarem em abandonar seu belo apartamento, aquele carrão e muito menos, parar com aquelas viagens maravilhosas, deixar de ir àquelas baladas bombadas… Como para outros em situação criminal semelhante deve ser igualmente difícil pensar em viver sem a Ferrari, o Porche, o iate, o helicóptero e o avião a jato conquistados graças à astúcia e à malandragem de algum parente desonesto.

Mesmo assim, fica aqui a nossa recomendação, de coração, para que você pense e repense bem no que deve fazer com essa batata que está assando na sua mão e faça isto antes que seja tarde demais.

Porque se o Gigante acordar mesmo e descobrir que você é um dos ratos comendo queijo surrupiado da Geladeira Pública, ele pode ter um surto e querer esmaga-lo.

Afinal, quem tem pena de um rato safado apanhado na cozinha com um pedaço de queijo na boca?

Fernando Di Lascio
www.epocc.org.br
Instituto Qualicidade – Fundador e atual Presidente
Grupo Corrupção é Crime Hediondo – Fundador e Coordenador
Grupo Força de Paz pela Democracia e Contra a Corrupção – Fundador e Coordenador
Projeto EPOCC – Estatuto Popular Contra a Corrupção – Secretário Geral e Relator
Projeto Qualicidade de Reorganização Social – Coordenador e Patrono da defesa no Supremo Tribunal Federal
Ex-Membro da ABRACCI – Articulação Brasileira de Combate à Corrupção e à Impunidade
Membro do Corruption Research Group da Universidade de Surrey, Reino Unido
Contratado pela Transparência Internacional como consultor independente para avaliação dos esforços do Governo Brasileiro no combate à corrupção
Membro da Coalização Internacional pela defesa da Convenção das Nações Unidas para o Combate à Corrupção, com atuação em mais de cem países
Status na ONU como Observador Oficial da sociedade civil mundial nas Conferências dos 161 Estados Parte da Convenção das Nações Unidas para o Combate à Corrupção

Artigos Relacionados:

Publicado na categoria: Blog do Cidadão Independente | Com a tag , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Efetue a operação abaixo: *