ONU – Brasileiros lideram participação em pesquisa sobre futuro do planeta

Nações Unidas promovem conversa global sem precedentes sobre agenda de desenvolvimento. Cidadãos brasileiros elencaram prioridades como mais investimentos em jovens infratores, redução da impunidade, combate à corrupção, fim dos subsídios ao petróleo e aumento da proteção social a trabalhadores informais.

As Nações Unidas apresentaram nesta semana, em Nova York, os primeiros resultados de uma conversa global sem precedentes, através da qual pessoas de todo o mundo foram convidadas a ajudar os Estados-Membros a dar forma à futura agenda de desenvolvimento. A agenda global terá como legado os chamados Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), uma série de metas acordadas pelos países para serem atingidas até 2015.
E os resultados iniciais do relatório “A Conversa Global Começa” são animadores para o Brasil: os cidadãos brasileiros foram, entre todos os participantes de 191 países em todo o mundo, os que mais colaboraram com a classificação das prioridades de desenvolvimento na pesquisa “Meu Mundo”. Foram cerca de 9 mil votos online – à frente do Egito, EUA, Ucrânia, Reino Unido, Camarões, Libéria, México e Espanha.
Os resultados foram entregues a mais de 100 representantes de Estados-Membros, que negociarão esta agenda com base nas conquistas tanto dos ODM quanto dos resultados da Rio+20.
As Nações Unidas envolveram até o momento mais de 300 mil pessoas de 191 países através de um processo misto que inclui mídia digital, aplicativos de celular, conferências e pesquisas presenciais.
No Brasil, as consultas nacionais a entidades, associações ou movimentos da sociedade civil, do setor privado, do governo e da comunidade científica podem ser feitas até o dia 31 de março, mas o público pode continuar participando.

Fonte: ONU

Artigos Relacionados:

Publicado na categoria: Notícias | Com a tag , , , , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Efetue a operação abaixo: *