De corruptos e corruptores

O senador Pedro Simon (PMDB), sempre que fala em corrupção na tribuna do Senado, tem dito que aqui no Brasil existe o paradoxo do corrupto sem corruptor. Anos a fio, ele tem insistido na instalação de uma CPI que investigue as duas categorias: corruptos e corruptores. Para Simon, a grande corrupção, que envolve muito dinheiro público, está ligada à realização de grandes obras ou à execução de serviços de muita amplitude que implicam, obviamente, custos muito elevados e assim dão oportunidade a práticas de corrupção muito rendosas. Tem razão o senador. Se existe o agente público que se deixou corromper, é mais do que óbvio que, atuando junto com ele, existe o corruptor, que é a grande empresa interessada na obtenção dos contratos, que por envolverem muito dinheiro já seriam, por isso mesmo, muito atraentes, mas que se tornam ainda mais vantajosos pela fraude na licitação, pelo acréscimo irregular dos custos, como também, muito frequentemente, pela possibilidade de fugir ao controle sobre a qualidade das obras e dos serviços. Isso tudo está implícito na afirmação de que houve corrupção, mas até agora não apareceu qualquer acusação a uma grande empresa ou aos seus dirigentes.

INJUSTIÇA É injusto esse procedimento de cobrir com o manto do silêncio os grandes corruptores do setor privado, sem cuja participação a corrupção não ocorreria.

Constrangimento

Uma grande caravana de peemedebistas gaúchos vai comparecer à posse do deputado federal Mendes Ribeiro Filho (PMDB) como novo ministro da Agricultura. Será hoje, às 11h, no Palácio do Planalto, em Brasília. Lá, também estará o ex-ministro Wagner Rossi (PMDB), que deixou a pasta envolvido em falcatruas. Sua ausência nem seria notada, mas sua presença…

Contribuição

O presidente da União Brasileira de Avicultura (Ubabefe), Francisco Turra (PP), foi chamado para uma conversa – logo depois da posse – com o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho. Turra foi presidente da Conab e ministro da Agricultura. Nessa condição, ele dará uma boa contribuição a Mendes sobre a estrutura do ministério e seus órgãos vinculados.

Surpreendente

Quem diria: o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, do PSDB, que em eventos oficiais tem mantido boas conversas com Dilma Rousseff (PT), está propondo ao PSDB que apoie a presidente da República no combate à corrupção. E mais: que a bancada do partido no Congresso Nacional esqueça de vez de instalar CPI contra a corrupção.

2012 em Brasília

Os presidentes nacionais do PT, Rui Falcão, e do PDT, Carlos Lupi, devem se reunir amanhã, em Brasília, para discutir as eleições municipais de 2012. As legendas têm orientado os diretórios municipais a reproduzirem a aliança nacional nas coligações do próximo ano. Porto Alegre deve estar na pauta.

Fonte: Jornal do Comércio

Artigos Relacionados:

Publicado na categoria: Notícias | Com a tag , , , , , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Efetue a operação abaixo: *