Em Pacajus operação contra a corrupção prende mais de 10 prefeito

Uma operação em conjunto da Polícia Civil e do Ministério Público (MP) foi desencadeada, na manhã desta quinta-feira (15) no município de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), para cumprir 11 mandados de prisão e de busca e apreensão na cidade. Os envolvidos são acusados de crimes como desvio de dinheiro público, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Ao todo, 11 pessoas foram presas. Entre elas, estão o prefeito de Pacajus, Pedro José Philomeno Gomes (PSDB); o presidente da Câmara Municipal, vereador Francisco Carlos Martins (PSDB); a procuradora do município, Érica Leandro de Alencar; o secretário de Finanças, Antônio Heber Holanda Silva; e Valmir de Sousa Falcão, também secretário municipal.

Foram presos ainda o vereador Jocélio Bezerra Almeida; o contador da Câmara Municipal, Vitório Andson Sousa Lima; a filha do prefeito, Luciana Pereira Figueiredo; o genro do prefeito, Jorge Clementino Diego; e a esposa do secretário de Finanças, Neudecir Honorato Herculano. Somente uma pessoa não foi presa: Anercília Maria de Sousa, presidente da comissão de Licitação.

Arma e dinheiro

Segundo o promotor de justiça Eloílson Landim, durante a prisão do prefeito de Pacajus, policiais encontraram, na casa do político, uma arma sem registro, o que gera um flagrante de Porte Ilegal de Arma. Além disso, foram encontrados R$ 46 mil em espécie sem origem comprovada e um carro alugado em nome da prefeitura, que pertence à empresa de José Philomeno.

Afastados
Além dos 11 mandados de prisão, a operação do MP também afastou outros três secretários municipais de Pacajus, cujas participações no esquema de corrupção estão sendo investigadas. São eles: Ana Maria Maia Meneses (secretária de Saúde), Helesvaldo Oliveira da Silva (secretário de Educação) e Gerusa Maria Albuquerque Aguiar (secretária do Trabalho e do Desenvolvimento Social).

A operação
A operação foi solicitada pela Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (Procap) e cumpre mandados de prisão e de busca, expedidos pelo desembargador Francisco Darival Beserra Primo, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). Segundo o MP, a operação começou por volta das 5 horas da manha e contou com a participação de 14 delegados de polícia civil.

Todos os presos foram encaminhados para a Delegacia de Capturas, no Centro de Fortaleza.

Deu o que falar
O clima nas ruas do município é de aparente tranquilidade, mas a prisão dos gestores é o assunto do dia. Está em todas as conversas, mas na frente das câmeras a população evita o assunto. Moradores de Pacajus temem ser prejudicados com a volta dos gestores. É a certeza da impunidade que silencia os maiores prejudicados com o desvio de dinheiro público.

Câmara, Prefeitura e Oposição
Nossa equipe de reportagem esteve na Câmara Municipal, mas o prédio estava com portas fechadas. Já na prefeitura da cidade, conseguimos ter acesso ao interior do prédio, mas os servidores não quiseram gravar entrevistas.

Assim que foram comunicados da presença da imprensa no município, vereadores de oposição se apressaram em apresentar documentos para reafirmar as denúncias de irregularidade na gestão. O vereador Glauber Robson (PT) mostrou parte do relatório
elaborado em 2010 pelo Tribunal de Contas dos Municípios que aponta suspeitas de superfaturamento em obras, entre outras irregularidades.

Fonte: Rádio Tabajara

Artigos Relacionados:

Publicado na categoria: Notícias | Com a tag , , , , , , , , | 1 Comentário

Uma resposta a Em Pacajus operação contra a corrupção prende mais de 10 prefeito

  1. Minha dúvida agora é bem simples!!!! “Quanto tempo ficarão presos?”
    Quem sabe, sejam liberados nas próximas horas ou no máximo antes ainda do natal para comerem perús (ou caviar), às custas do proprio povo. aqui ainda é Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Efetue a operação abaixo: *