Na UFPI, DCE e ADUFPI convocam para ato contra corrupção

As denúncias partem do Ministério Público Federal (MPF), da Controladoria Geral da União (CGU), da Polícia Federal (PF) e do próprio Ministério da Educação (MEC).

A UFPI vive hoje um verdadeiro caos comandado pela atual administração superior. São inúmeros casos de corrupção que envolvem o reitor e seus auxiliares. Assim o Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal do Piauí DCE/UFPI e Associação de Docentes da UFPI – ADUFPI convocam para ato “CHEGA DE CORRUPÇÃO NA UFPI” no dia 14/03/2012(4ª Feira) ás 7h 30min na Entrada da UFPI (Pórtico).

As denúncias partem do Ministério Público Federal (MPF), da Controladoria Geral da União (CGU), da Polícia Federal (PF) e do próprio Ministério da Educação (MEC). O Reitor, que é réu em uma Ação Penal, na Justiça Federal, é acusado em oito Processos Administrativos Disciplinares em trâmite no MEC, por desvio de conduta, e responde a vários Inquéritos Policiais, na Polícia Federal.

Por causa dessas inúmeras irregularidades (apropriação indébita de recursos, uso fraudulento do Cartão Corporativo, nepotismo, fraude contra a Lei de Licitações, etc.) também pelo fato de já ser o Reitor Luiz Júnior réu em outras quatro ações de improbidade, na mesma Vara Federal, o Ministério Público Federal, em face da gravidade do caso, pediu liminarmente (dia 02/03/2012) o afastamento provisório do réu (agente público) do cargo de Reitor da Universidade Federal do Piauí, nos termos do art.20, parágrafo único, da lei 8429/92. A Liminar exige rito sumaríssimo, ou seja, a queda do Reitor é questão de tempo.

Sua posição frente aos processos é insustentável no meio acadêmico e na sociedade piauiense.
Diante desse quadro, que impõe graves prejuízos à imagem da UFPI, A ADUFPI e o DCE convocam um ATO PÚBLICO a dar um basta na corrupção.

Fonte: Vermelho

Artigos Relacionados:

Publicado na categoria: Notícias | Com a tag , , , , , , , , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Efetue a operação abaixo: *