Papa Francisco condena a corrupção e a vida dupla

O papa Francisco criticou nesta segunda os corruptos e a “dupla vida do cristão” que contribui com a Igreja, mas rouba “do Estado e dos pobres”.

size_590_foto_1

Cidade do Vaticano – O papa Francisco criticou nesta segunda-feira (11) os corruptos e a “dupla vida do cristão” que contribui com a Igreja, mas rouba “do Estado e dos pobres”.

Existe “diferença entre pecar e escandalizar?”. Quem peca gostaria de não pecar mas é fraco, já quem escandaliza, vive uma dupla vida”, disse o Papa.

“A diferença é que quem peca, pede perdão, se sente fraco, se sente filho de Deus, se humilha. E pede a salvação de Jesus. Mas aquele que escandaliza, o que escandaliza? Não se arrepende. Continua a pecar, mas finge ser cristão, a dupla vida. E a dupla vida de um cristão faz muito mal, muito mal.’Mas eu sou um benfeitor da Igreja! Coloco a mão no bolso e dou à Igreja’. Mas com a outra mão rouba, o Estado e os pobres, rouba. É um injusto. Esta é vida dupla”, afirmou Francisco.

“Esta pessoa engana, e onde existe enganação, não existe o Espírito de Deus. Esta é a diferença entre pecador e corrupto”, disse o Papa.

“Diferente é quem peca e gostaria de não pecar, mas é fraco e vai até o Senhor e pede perdão, este é querido pelo Senhor! O acompanha, está com ele”, afirmou o Pontífice. “E nós devemos nos dizer pecadores, sim todos aqui! Corruptos não. O corrupto não sabe o que é a humildade. Jesus, dizia para estes corruptos, que parecem belos por fora, mas dentro são cheios de ossos mortos e de podridão. E um cristão que se vangloria de ser cristão, mas não vive a vida de cristão, é um destes corruptos”, destacou Francisco.

Segundo o Papa, “todos conhecemos alguém que esta nesta situação e que faz muito mal à Igreja”, porque não vive no espírito do Evangelho, mas no espírito mundano”.

Fonte: Exame

Artigos Relacionados:

Publicado na categoria: Notícias | Com a tag , , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Efetue a operação abaixo: *