TRE de São Paulo aplicou 13 multas por propaganda irregular

propaganda-irregular-07
O Tribunal Regional de São Paulo (TRE-SP) aplicou entre quinta-feira e segunda-feira treze multas por propaganda eleitoral irregular. As condenações somam R$ 38 mil. Desde terça-feira passada, as multas aplicadas totalizam R$ 88 mil. Marcelo Coutinho Gordo e Cauduro Padin são os juízes auxiliares responsáveis pelas aplicações das multas. Dos doze políticos multados, sete foram eleitos.

No município de Mauá, região metropolitana de São Paulo, os candidatos a deputado estadual Atila Jacomussi (PC do B), Vanessa Damo (PMDB), Cidão do Sindicato (SD) e Paulo Eugênio (PT) foram multados por colocarem propaganda em áreas verdes, consideradas bem público. Fernando Cury (PPS), candidato à Assembleia Legislativa, recebeu multa pelo mesmo motivo em Avaré.

Na capital, o candidato a deputado federal Silvio Torres (PSDB) e os candidatos ao legislativo estadual Barros Munhoz (PSDB) e Caruso (PMDB) ultrapassaram o tamanho permitido de 4 metros quadrados de propaganda em propriedade particular, no caso, muros. Em São Bernardo do Campo, Kiko Teixeira (PSC) e Orlando Morando (PSDB), candidatos a cargo federal e estadual, respectivamente, extrapolaram a quantidade estabelecida por lei de adesivos colados em um trio elétrico.

Em Carapicuíba, o candidato a deputado estadual Carlos Zicardi (PMDB) recebeu multa por fixar placa em imóvel comercial. Gil Lancaster (DEM), que concorria a uma vaga para deputado estadual, recebeu, até agora, pelo menos 13 multas que somam 58 mil reais, todas pelo mesmo motivo. O candidato foi punido por envelopamento de veículos em Barueri, com duas multas de oito mil reais cada.

Fonte: EM

Artigos Relacionados:

Publicado na categoria: Notícias | Com a tag , , , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Efetue a operação abaixo: *